Governo do Estado do Espírito Santo
04/08/2017 10h48 - Atualizado em 04/08/2017 10h53

SIM/Incaper inicia o upgrade de seu sistema de modelagem numérica

Modernização do Sistema

Visando uma maior confiabilidade na geração de informações meteorológicas e climáticas voltada ao benefício da população capixaba, o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), em parceria com a empresa Atmosmarine. O prazo de conclusão desta implementação é de seis meses para a modernização da modelagem meteorológica e de um ano para a implantação da modelagem climática.

A Atmosmarine é uma empresa de tecnologia científica focada em previsão, monitoramento operacional, suporte, e análise meteorológica e oceanográfica.

“Serão implantados dois tipos de sistemas: o de modelagem e previsão numérica de tempo e o sistema de modelagem e previsão numérica de clima. O Incaper tem uma necessidade de fornecer à população capixaba dados mais específicos de cada município, e os meteorologistas vão ter mais qualidade na hora de avaliar as informações e, consequentemente, mais segurança para apontar os prognósticos. Vamos melhorar o sistema que já existe”, ressaltou o meteorologista e consultor sênior da Atmosmarine, Ronaldo Palmeira.

Com um maior grau de previsibilidade, a equipe do Sistema de Informações Meteorológicas do Incaper voltará a disponibilizar em sua página produtos agrometeorológicos específicos e a previsão por município devidamente corrigida.

A parceria entre o Incaper e a Atmosmarine e a implantação desses sistemas, reforça a responsabilidade e a qualidade dos serviços prestados, contribuindo para o sucesso do planejamento agrícola no estado.

Resultados Esperados

Para o coordenador da equipe de meteorologia do Incaper, Hugo Ramos, o novo serviço de modelagem é mais um esforço no sentido de compartilhar com a sociedade e as entidades congêneres, dados, informações e conhecimento em modelagem computacional da atmosfera.

“As informações geradas darão suporte às ações de Defesa Civil e de tomadores de decisão, no sentido de minimizar eventuais impactos que possam ocorrer em áreas susceptíveis à ocorrência de desastres naturais. Além disso, vamos ampliar os conhecimentos do quadro técnico do Incaper em modelagem computacional da atmosfera e consolidar as ações do Instituto na geração de produtos de tempo e clima. Isto possibilita um melhor planejamento a curto e no médio prazo, visando a sustentabilidade consolidada nas ações do Instituto na geração de produtos de tempo e clima no Espírito Santo”, reforçou Hugo Ramos.

Meteograma: um dos produtos a serem melhorados no novo sistema.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard