Verão

Iniciando-se às 01h19 (não corrigido para o horário brasileiro de verão) do dia 22 de dezembro de 2019 no Hemisfério Sul, a estação do verão caracteriza-se, na Região Sudeste do Brasil, pelas altas temperaturas, chuvas abundantes e dias mais longos que as noites.

No Estado do Espírito Santo, os meses dessa estação são chuvosos, de maneira geral.

O principal sistema meteorológico de atuação é a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que consiste em uma banda de nebulosidade semi-estacionária, a qual se estende desde o sul da Amazônia, passando pela região Centro-Oeste e prolongando-se para o Oceano Atlântico, acarretando em chuvas, que podem ser intensas. Neste período, ocorrem mudanças rápidas nas condições do tempo, causadas principalmente pela instabilidade termodinâmica (alta taxa de umidade associada ao aquecimento diurno), que favorece a formação de nuvens convectivas*, ocasionando chuvas de forte intensidade. Essas chuvas ocorrem normalmente no período da tarde e noite, muitas vezes acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento.

A média acumulada de precipitação para a estação supera os 450 mm na maior parte do estado. Valores maiores que 600 mm são registrados na região do Caparaó. As regiões litorâneas registram entre 300 e 400 mm. As temperaturas máximas médias ficam em torno dos 28-30 °C na Região Serrana e 31-33 °C nas demais regiões. As temperaturas mínimas médias ficam em torno dos 17-18 °C na Região Serrana e 21-23 °C nas demais regiões.

Fonte do marco astronômico: US Naval Observatory.

*Em meteorologia, convecção se refere ao transporte vertical de umidade e calor na atmosfera, especialmente através de correntes ascendentes e descendentes de ar numa troposfera instável. A convecção pode (úmida) ou não (seca) formar nuvens.
Meteorologicamente, o verão engloba o trimestre dezembro-janeiro-fevereiro.

<< voltar


    2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard
    Google Analytics - Incaper