Governo do Estado do Espírito Santo
26/07/2018 09h42 - Atualizado em 26/07/2018 09h52

Vitória iguala o recorde (parcial) de tarde mais fria de 2018

A última quarta-feira (25) teve temperaturas amenas e algumas chuvas na capital capixaba. A estação meteorológica automática (EMA) do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), que fica no campus da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) no bairro Goiabeiras, registrou 16,8 °C durante a madrugada (temperatura mínima), mas a temperatura não passou dos 21,7 °C (máxima), já no fim da tarde (17h) (figura 1).

Figura 1  Dados da EMA do INMET do dia 25/07/2018. A seta aponta o valor de temperatura máxima registrada no dia. Fonte: INMET.

Este valor de temperatura máxima se igualou ao valor registrado no dia 26 de maio deste ano, quando a mesma estação marcou máxima de 21,7 °C, também (figura 2). Resumindo, tivemos duas tardes "mais frias" do ano, até agora (recorde parcial/preliminar).

Figura 2  Dados da EMA do INMET do dia 26/05/2018. A seta aponta o valor de temperatura máxima registrada no dia. Fonte: INMET.

A temperatura não conseguiu subir por causa da nebulosidade marítima ligada às perturbações ondulatórias nos ventos alísios, termo normalmente divulgado pela mídia como "umidade que avança do mar" ou "instabilidade marítima". Ou seja, a temperatura não caiu por causa da frente fria divulgada por alguns meios de comunicação. Conforme a figura 3, ontem (25), a única frente que atuava sobre o Brasil estava estacionada bem longe do Espírito Santo, na altura do Paraná/Santa Catarina!

Figura 3  Carta sinótica de superfície do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE) para as 12 UTC (9h do horário local) de 25/07/2018. A seta aponta a posição da frente estacionária (símbolo com setas azuis e semicírculos vermelhos) na altura da Região Sul do Brasil. Fonte: CPTEC/INPE.

Justamente por tal frente não avançar para cá que os ventos alísios transportaram algumas nuvens de chuva para o estado, que registrou altura de chuva mais significativa na Grande Vitória, com valores de um pouco mais de 20 mm em alguns bairros do município de Serra (figura 4).

Figura 4  Acumulado de chuva das últimas 24h nos pluviômetros automáticos do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden). Fonte: Cemaden.


Sempre procure confirmar as informações meteorlógicas através dos dados de fontes oficiais, como as mencionadas nesta notícia. Para acessar a previsão de tempo, acesse meteorologia.incaper.es.gov.br.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard
Google Analytics - Incaper